25 de novembro de 2021

Sala do Empreendedor nos CRAS garante 7º Prêmio Gestor Público para PG

Arquivo

Iniciativa leva o projeto ‘De informal à empresário legal’ para os CRAS da cidade, ampliando formalização e fomentando pequenos negócios.

A Prefeitura de Ponta Grossa foi mais uma vez destaque na premiação do Prêmio Gestor Público – PR, levando o prêmio principal nesta edição com o projeto De informal à empresário legal, realizado de forma itinerante em todos os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS). Com o reconhecimento estadual pela iniciativa, que este ano tinha como tema ‘Assistência Social: Amparar e Capacitar para Crescer’, a Prefeitura de Ponta Grossa garante o 7º prêmio na avaliação do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (SINDAFEP), que busca projetos inovadores da administração pública. O projeto premiado é uma iniciativa da Secretaria Municipal da Fazenda, através da Coordenadoria de Fomento ao Empreendedorismo e Inovação, desenvolvido pela equipe da Sala do Empreendedor.

“Iniciamos essa gestão com muita energia e entusiasmo, trabalhando intensamente para convergir nossos esforços para a construção de uma Ponta Grossa inteligente. A Sala do Empreendedor nos CRAS, política pública única no Brasil, se destaca por disponibilizar serviços de orientação e apoio ao futuro empreendedor nos CRAS, prestando as primeiras orientações para potencializar a efetivação da política pública do MEI como combate à pobreza através do ato de empreender. O reconhecimento com nosso sétimo Prêmio Gestor é prova de que estamos no caminho certo”, celebra a prefeita Elizabeth Schmidt (PSD).

Além do prêmio de Melhor do Ano, Ponta Grossa também garantiu o certificado de reconhecimento com os projetos Governo sem Papel; Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos; e Voe Aceleradora de Negócios, premiada com o 1º lugar em 2019 na categoria Empreendedorismo.

O PROJETO – Desde 2019, todos os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) de Ponta Grossa estão habilitados para realizar o atendimento integrado de serviços básicos da Sala do Empreendedor, descentralizando os atendimentos para quem já é usuário da Sala e fortalecendo a política pública de apoio ao pequeno empreendedor. Além dos serviços básicos no atendimento diário, como orientações e encaminhamentos sobre abertura de empresas e formalização, os Cras também recebem serviços avançados, como formalização de novos empreendedores, com cronograma de atendimento itinerante.

“Com a Sala do Empreendedor nos CRAS, a Prefeitura busca alcançar a inclusão produtiva, aproximar os serviços do público alvo, garantir a inclusão previdenciária do trabalhador informal e pequeno empreendedor e ofertar atendimento integrado. Dessa forma, fortalecemos a política pública de estímulo à criação e formalização de pequenos empreendedores, uma política pública que tem o protagonismo empreendedor como eixo central, garantindo a inclusão de um número cada vez maior de pessoas a esses serviços”, comenta a coordenadora de Fomento ao Empreendedorismo e Inovação e presidente da Agência de Inovação e Desenvolvimento, Tonia Mansani.

O programa iniciou em julho de 2019, mas ficou suspenso durante 2020 em decorrência da pandemia, e retomado em outubro deste ano. Desde o início do projeto, já foram mais de 100 atendimentos realizados pela equipe da Sala do Empreendedor nos CRAS, levando a formalização para mais perto da comunidade.

“Desde 2013 trabalhei de diarista informalmente e só recolhi INSS um tempo quando fui registrada.  Quando estive no CRAS para receber orientações referente ao CadÚnico, a equipe me orientou a saber mais sobre o MEI. Assisti uma palestra e depois legalizei meu negócio. Foi um atendimento rápido e super bom, pois não perdi tempo. Hoje estou feliz, pois estou assegurada e podendo trabalhar mais tranquila. Foi muito bom a Sala do Empreendedor ir até o CRAS, pois caso contrário não  conseguiria formalizar, pelo fato de que trabalho de segunda a sábado, assim não teria tempo disponível para ir até prefeitura”, conta a microempreendedora individual, Maria Batista do Amaral Santos.

PREMIAÇÃO – Com a revelação dos projetos premiados em solenidade online, a entrega dos prêmios deve ocorrer a partir da próxima semana, em pequenas cerimônias individuais nas respectivas prefeituras. Este é o 7º Prêmio Gestor Público PR conquistado pela Prefeitura de Ponta Grossa:

2014 – projeto “Brigadas de Incêndio nas escolas municipais”.

2016 – projeto “Mutirão de Emprego”.

2017 – projeto “Planejamento Ecológico do Lago de Olarias”.

2018 – projeto “Justiça Fiscal: o Portal da Transparência da dívida pública no Município de Ponta Grossa como forma de diminuição da inadimplência”.

2019 – projeto “Cultivar Energia: horta comunitária no Conjunto Habitacional Costa Rica”

2020 – projeto “Voe Aceleradora de Negócios”.

2021 – projeto “De informal à empresário legal”. (Com assessoria)


Compartilhe



Últimas notícias

Divulgação

3 de dezembro de 2021

Butina se reúne com equipe da Sudis por novas moradias

Divulgação

3 de dezembro de 2021

Parceria da Prefeitura com o Judiciário vai regularizar mais de 5 mil lotes em PG

Divulgação

3 de dezembro de 2021

Prefeitura entrega salas de aleitamento em 5 unidades de saúde

Arquivo

3 de dezembro de 2021

Prefeitura de PG aplica 2ª dose de Pfizer e dose de reforço para público 18+

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

Arquivo

31 de março de 2020

Ratinho Junior libera igrejas e outras atividades consideradas essenciais no Paraná

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

28 de setembro de 2020

Ponta Grossa tem 456 candidatos a vereador em 2020; Confira a lista