14 de maio de 2024

Ponta Grossa conquista pelo quarto ano consecutivo ‘Nota A’ em capacidade de pagamento

Divulgação

Avaliação permite que Município obtenha novos contratos e investimentos.

A Secretaria do Tesouro Nacional, órgão responsável pela análise das gestões de Estados e Municípios e ligado ao Ministério da Economia, informou que pelo 4º ano consecutivo a Prefeitura de Ponta Grossa obteve classificação ‘A’ na análise da capacidade de pagamento (CAPAG), ou seja, o Município recebeu a nota máxima na avaliação realizada pelo Tesouro Nacional, o que permite à cidade acessar empréstimos com juros mais baixos, já que tem a União como garantidora, o que diminui o risco de crédito da operação.
Para o secretário municipal de Fazenda, Cláudio Grokoviski, a conquista inédita é o reconhecimento de uma gestão com foco no planejamento financeiro, que investe com reponsabilidade o recurso público. “A primeira orientação da prefeita Elizabeth Schmidt, nos primeiros dias de 2021, foi com o objetivo de não gastar mais do que arrecadamos, e o resultado é este, tomamos medidas essenciais e necessárias especialmente no que se refere à Justiça Fiscal, valorizamos o contribuinte que mantém seus tributos em dia, implementamos o programa NOTA PG, assinamos convênios com as Receitas Federal e Estadual para troca de informações, trabalhamos na gestão e direcionamento de recursos, para colocar Ponta Grossa no caminho do equilíbrio entre receita e despesa, e esse trabalho não pode parar”, avalia o secretário.
A prefeita Elizabeth Schmidt (União) destaca a conquista inédita obtida em 2021, 2022, 2023 e 2024 e ressalta todo o Planejamento Financeiro e Orçamentário desde o 1º dia de gestão. “É uma conquista jamais vista na história de Ponta Grossa, pois tivemos a coragem de fazer a maior reforma administrativa da história da cidade, encerramos as atividades de empresas públicas deficitárias, reduzimos despesas, enxugamos a máquina pública, melhoramos nossas receitas sem majorar alíquotas, investimos em inteligência fiscal, redirecionamos os recursos públicos, e o resultado veio. Isso é resultado do trabalho incansável de todas as secretarias e dos servidores públicos. É por conta deste trabalho responsável que conseguimos investimentos inéditos para as famílias pontagrossenses”, enalteceu.

CAPAG – O CAPAG é uma classificação feita pelo Tesouro Nacional, a partir da análise de indicadores econômico-financeiros de Estados e Municípios, que reflete o grau e capacidade de pagamento e a saúde fiscal dos entes subnacionais que querem contratar empréstimos com garantia da União. Os municípios que possuem CAPAG “A” são elegíveis à contratação de garantias da União em seus financiamentos. No Paraná, além de Ponta Grossa, Curitiba e Maringá são as únicas cidades a obter classificação A.

AVALIAÇÃO – Conforme a metodologia do Ministério da Economia, a classificação das cidades é definida a partir de indicadores de endividamento, poupança corrente e liquidez. Este ano considerou o Ranking da qualidade fiscal para apuração das notas. A análise utiliza dados disponíveis no SICONFI (Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro) e no CAUC (Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias).
A avaliação do CAPAG de Ponta Grossa indica classificação positiva do Município no que se refere à adimplência financeira, encaminhamento das cotas anuais, aplicação mínima de recursos em saúde, aplicação mínima de recursos em educação. Atualmente, do mínimo de 15% exigido para a Saúde, a Prefeitura de Ponta Grossa vem investindo 22,47% do orçamento, além de valor superior na área de Educação, que exige mínimo de 25% e também vem recebendo 25,07% dos recursos. Além disso, o Município fechou o exercício com percentual de 44,43% de gastos com pessoal.

INVESTIMENTO – O secretário Claudio Grokoviski explica que essa classificação positiva permite que o Município obtenha recursos de financiamento para investimentos importantes para a cidade, principalmente em infraestrutura para pavimentação em diversos bairros, por exemplo.

“Essa nota A nos permitiu levantar em três anos junto à Caixa Econômica Federal, através do programa FINISA (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento), quase R$ 400 milhões – valor nunca conquistado na história dos 200 anos da cidade, e que irá ajudar a modificar a vida de muitos de nossos cidadãos”, explica.
A consulta da capacidade de pagamento de Estados, Distrito Federal e Municípios pode ser feita publicamente através do endereço: https://www.tesourotransparente.gov.br/temas/estados-e-municipios/capacidade-de-pagamento-capag. (Com assessoria)


Compartilhe



Últimas notícias

Divulgação

21 de maio de 2024

ACIPG e Sandro Alex debatem melhorias na região

Divulgação

21 de maio de 2024

Lideranças entregam Masterplan para Elizabeth

Divulgação

21 de maio de 2024

Multinacional sueca oferece curso de aperfeiçoamento para trabalhadores da indústria em PG

Divulgação

21 de maio de 2024

Prefeitos da região representam a AMCG na Marcha em Defesa dos Municípios

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

Divulgação

8 de outubro de 2018

Conheça os 54 deputados estaduais eleitos no Paraná

Arquivo

31 de março de 2020

Ratinho Junior libera igrejas e outras atividades consideradas essenciais no Paraná

Divulgação

ORTIGUEIRA

24 de janeiro de 2022

“2022 deve ser um ano de mais vitórias”, afirma Ary Mattos