19 de outubro de 2021

Deputados cobram da ANTT a publicação de documentos sobre o novo pedágio

Divulgação

Na mensagem, os deputados sustentam que diversas notícias veiculadas pela imprensa dão conta de que as contribuições feitas na audiência pública encerrada em abril já foram incorporadas ao processo da licitação.

Os deputados estaduais que integram a Frente Parlamentar sobre o Pedágio encaminharam hoje, 19, um ofício em que cobram da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) a publicação do Programa de Exploração Rodoviária (PER) do Paraná, do Relatório Final da Audiência Pública nº 01/2021 e das minutas do Edital e do Contrato da nova concessão de rodovias que cortam o Estado.

O pedido de informações foi aprovado pelo plenário da Assembleia Legislativa e enviado ao presidente da agência, Rafael Vitale Rodrigues. Na mensagem, os deputados sustentam que diversas notícias veiculadas pela imprensa dão conta de que as contribuições feitas na audiência pública encerrada em abril já foram incorporadas ao processo da licitação.

“Estamos reivindicando uma manifestação da ANTT para que possamos nos atualizar sobre o programa de exploração de rodovias. Não são apenas os deputados que têm interesse no processo, é preciso informar a sociedade sobre o andamento da licitação”, sustenta o deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB). “Todo o Paraná contribuiu na audiência pública e precisa de uma resposta”.

AUDIÊNCIAS – Romanelli reforça que a Frente Parlamentar sobre os Pedágios realizou 18 reuniões em todo o Estado, envolvendo a sociedade civil e o setor produtivo, e encaminhou uma série de subsídios para melhoria do programa de concessão. “Além de derrotar o modelo híbrido, os paranaenses deram muitas sugestões importantes para mudar o programa de obras inicialmente apresentado”, ressalta o deputado.

O deputado afirma que a mobilização dos paranaenses permitiu que a licitação ocorra pelo menor preço de tarifa, sem outorga, mas manifesta preocupação com outras questões que envolvem a nova concessão. Entre elas está a localização das 15 novas praças de pedágio e a aplicação de um degrau tarifário automático de até 40% após a duplicação de trechos que hoje são em pista simples.

O documento enviado para a ANTT pontua que a Assembleia Legislativa do Paraná considera o processo de concessões da malha rodoviária paranaense um dos assuntos mais importantes para o futuro do Estado. Também informa que a Frente Parlamentar sobre os Pedágios realizou amplo trabalho de consulta à sociedade civil, promoveu estudos com entidades técnicas e conselhos profissionais, debates em plenário e análise de projetos de lei. (Com assessoria)


Compartilhe



Últimas notícias

Divulgação

3 de dezembro de 2021

Butina se reúne com equipe da Sudis por novas moradias

Divulgação

3 de dezembro de 2021

Parceria da Prefeitura com o Judiciário vai regularizar mais de 5 mil lotes em PG

Divulgação

3 de dezembro de 2021

Prefeitura entrega salas de aleitamento em 5 unidades de saúde

Arquivo

3 de dezembro de 2021

Prefeitura de PG aplica 2ª dose de Pfizer e dose de reforço para público 18+

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

Arquivo

31 de março de 2020

Ratinho Junior libera igrejas e outras atividades consideradas essenciais no Paraná

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

28 de setembro de 2020

Ponta Grossa tem 456 candidatos a vereador em 2020; Confira a lista