13 de maio de 2024

Avante, partido que apoia Marcelo Rangel, denuncia Elizabeth Schmidt e perde

Arquivo

O partido pediu a retirada do ar e a condenação da prefeita por propaganda eleitoral antecipada por dois vídeos institucionais, divulgados nas redes sociais da Prefeitura de Ponta Grossa, o que foi negado pelo TRE-PR. Os vídeos mostram implicitamente como a prefeita Elizabeth Schmidt recebeu a Prefeitura de Ponta Grossa nas duas áreas em 2021 do seu antecessor e ex-aliado Marcelo Rangel e as ações desenvolvidas nos últimos anos.

O Avante, partido que apoia o pré-candidato a prefeito Marcelo Rangel (PSD) – deputado estadual e ex-prefeito, ingressou com ação por propaganda eleitoral antecipada na Justiça Eleitoral contra a prefeita Elizabeth Schmidt (União) e a Prefeitura de Ponta Grossa, pedindo a retirada do ar dos vídeos institucionais “A verdade sobre a saúde em PG” e “A verdade sobre o asfalto novo em PG”, divulgados nas redes sociais da Prefeitura de Ponta Grossa (assista abaixo).

“Em uma primeira análise, o juiz eleitoral de 1ª grau (Ponta Grossa) entendeu liminarmente para suspender a divulgação dos vídeos por entender que se tratava de propaganda eleitoral antecipada. O Município e a prefeita Elizabeth recorreram ao TRE-PR, via Mandado de Segurança, entendendo o Relator, Desembargador Eleitoral Dr. Anderson Ricardo Fogaça, ao analisar o recurso, que os vídeos não tem caráter eleitoreiro, mas sim de divulgação dos feitos da gestão, o que é plenamente possível”, explicou a Prefeitura por meio da sua assessoria de Imprensa.

“Destaca-se que, embora pré-candidata à reeleição, a impetrante, então prefeita, não se afastou do cargo que ocupa, razão pela qual continua exercendo suas atividades e, assim, continua podendo, de maneira particular, divulgar atos de sua gestão durante o período não vedado.

Ainda que o vídeo faça comparação entre a gestão atual e as gestões anteriores de igual modo não configura propaganda eleitoral antecipada, diante da ausência de pedido explícito de votos e de exaltação pessoal da impetrante”, diz a decisão do TRE.

O Blog do Johnny entrou em contato com a direção do Avante, mas não obteve resposta sobre o pedido e a decisão.

VÍDEOS – Os vídeos institucionais da Prefeitura de Ponta Grossa “A verdade sobre a saúde em PG” e “A verdade sobre o asfalto novo em PG”, divulgados nas redes sociais, mostram implicitamente como a prefeita Elizabeth Schmidt recebeu a Prefeitura de Ponta Grossa nas duas áreas em 2021 do seu antecessor e ex-aliado Marcelo Rangel e as ações desenvolvidas nos últimos anos.

Na área da saúde, o vídeo aponta que ao assumir a Prefeitura ainda durante a pandemia do coronavírus, a Prefeitura não tinha planejamento e nem licitação para novas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), a situação das Unidades Básicas de Saúde era “sofrível” e não tinha médicos, e os Hospitais Amadeu Puppi (Pronto Socorro) e da Criança foram transferidos para o Estado. “Demorou, mas Prefeitura virou a chave”, diz a sequencia do vídeo, destacando as ações na área como a contratação de 70 novos médicos, o Pronto Atendimento Infantil que passou a funcionar em novo Centro no bairro de Olarias, a reforma da ala de pediatria da UPA Santa Paula, a criação de um centro médico no Hospital da Criança com especialistas, novas UTIs e melhores serviços, a reforma de 50 Unidades Básicas de Saúde, sendo 24 já entregues, dois novos Super Postos no Panamá e Borato e a construção da nova UPA Uvaranas.

O vídeo “A verdade sobre o asfalto novo em PG” alega que em 2021 a cidade não tinha nenhum projeto para asfalto novo, obras estavam inacabadas ou paradas, citando como exemplo o Corredor Santana e a extinta Companhia Pontagrossense de Serviços (CPS) dava prejuízos para os cofres públicos. “Em dois anos e meio a Prefeitura fez projetos, organizou as finanças e extinguiu a CPS. Fez o que nunca foi feito”, diz o vídeo, apontando que dos R$ 640 milhões de projetos garantidos, somente 10% são de recursos do Governo do Estado. “Os outros 90% são fruto exclusivo do trabalho sério da Prefeitura que conquistou credibilidade e grandes financiamentos na Caixa e no BRDE, além de parcerias estratégicas como a celebrada com a Itaipu para asfaltar todas as ruas na região da Ronda”, aponta o material, indicando que R$ 380 milhões são oriundos de financiamentos junto à Caixa e R$ 95 milhões do BRDE e outros R$ 17 milhões da Itaipu.

ASSISTA AOS VÍDEOS:


Compartilhe



Últimas notícias

Divulgação

21 de maio de 2024

ACIPG e Sandro Alex debatem melhorias na região

Divulgação

21 de maio de 2024

Lideranças entregam Masterplan para Elizabeth

Divulgação

21 de maio de 2024

Multinacional sueca oferece curso de aperfeiçoamento para trabalhadores da indústria em PG

Divulgação

21 de maio de 2024

Prefeitos da região representam a AMCG na Marcha em Defesa dos Municípios

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

Divulgação

8 de outubro de 2018

Conheça os 54 deputados estaduais eleitos no Paraná

Arquivo

31 de março de 2020

Ratinho Junior libera igrejas e outras atividades consideradas essenciais no Paraná

Divulgação

ORTIGUEIRA

24 de janeiro de 2022

“2022 deve ser um ano de mais vitórias”, afirma Ary Mattos