6 de fevereiro de 2017

Secretário de Meio Ambiente é dono de consultoria de engenharia e gestão ambiental

Arquivo

A empresa, criada em 2014 quando o secretário Paulo Barros já ocupava o cargo de diretor de Projetos e Planejamento Urbano do IPLAN, atua com uma gama de serviços na área ambiental

Desde 2014, quando já ocupava o cargo de diretor de Projetos e Planejamento Urbano do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Ponta Grossa (IPLAN), o atual secretário municipal de Meio Ambiente é o único dono e administrador da Leaf Soluções Ambientais Eireli - ME (CNPJ 19.832.445/0001-66), empresa que tem como objeto a consultoria de engenharia e gestão ambiental. A empresa, segundo o seu próprio site (http://www.leafsa.com.br/servicos-prestados/), atua com uma gama de serviços: licenciamento ambiental; desenvolvimento de planos, programas e estratégias ambientais; seguros ambientais e análise de risco ambiental; gestão de resíduos; auditorias ambientais; suporte na área ambiental em processos de aquisição, fusão e desativação de empresas; gestão de medidas mitigadoras e compensatórias; passivos ambientais; Cadastro Ambiental Rural (CAR); e cursos, palestras e treinamentos. Segundo site da empresa do secretário, os setores atendidos são: agronegócio (cooperativas, revendas de agrotóxicos e propriedades rurais); gestão de resíduos urbanos, comerciais e industriais; transportadoras e concessionárias de veículos; postos de abastecimento; incorporações imobiliárias; e prefeituras e Associações de Municípios. Paulo Barros foi nomeado em 12 de agosto de 2013, pelo prefeito Marcelo Rangel (PPS) em seu primeiro mandato, como diretor de Projetos e Planejamento Urbano do IPLAN. Em 17 de novembro de 2014 assumiu a presidência do IPLAN, cargo no qual permaneceu até o final do ano passado. Desde 1º de janeiro deste ano, assumiu a Secretaria Municipal de Meio Ambiente. De acordo com a Lei Municipal 3.366/81, que dispõe sobre o Estatuto dos Funcionários Públicos do Município de Ponta Grossa, é vedado ao ocupante de cargo ou função que envolva responsabilidade de direção, chefia ou assessoramento (secretários municipais), "exercer cumulativamente outro cargo, função, profissão ou emprego público ou particular" (artigo 56). A Lei federal 8.112/90, "proíbe os servidores públicos de participar de gerência ou administração de sociedade privada, personificada ou não personificada, exercer o comércio, exceto na qualidade de acionista, cotista ou comanditário" (artigo 117, inciso X). Ou seja, o funcionário público pode ser sócio de empresa privada, mas não pode ser o gerente ou administrador, muito menos prestar serviços exercendo a função pública. No IPLAN, Barros participou da elaboração da lei do Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) e do Relatório de Impacto de Vizinhança (RIVI) e da equipe técnica para a elaboração do Plano Diretor Municipal. Na Secretaria Municipal de Meio Ambiente é o responsável pelos licenciamentos e fiscalização ambiental, resíduos sólidos, entre outros. Paulo Barros foi procurado pela reportagem do BLOG DO JOHNNY para esclarecer a sua atuação na empresa Leaf Soluções Ambientais Eireli - ME, mas não atendeu e nem retornou as ligações.

Compartilhe



Últimas notícias

Arquivo

23 de novembro de 2020

Mabel propõe premiação para empresas incentivadoras de ações culturais

Divulgação

23 de novembro de 2020

Aliel entrega veículo para Comunidade Terapêutica Rosa Mística

Divulgação

23 de novembro de 2020

TRE suspende divulgação de Pesquisa Equação/Arbeit

Divulgação

21 de novembro de 2020

Professora Elizabeth destaca projetos e ações para crianças e jovens

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

31 de março de 2020

Ratinho Junior libera igrejas e outras atividades consideradas essenciais no Paraná

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

28 de setembro de 2020

Ponta Grossa tem 456 candidatos a vereador em 2020; Confira a lista

Divulgação

9 de setembro de 2019

Secretário Superman é socorrido após levar surra