29 de agosto de 2019

Ratinho Junior negocia ampliação de voos da Azul no Paraná

Divulgação

No encontro ficou estabelecido a formação de uma equipe de trabalho unificada para avaliar quais aeroportos estão em condições, seguindo as orientações da Agência Nacional de Aviação Civil, de receber voos de aviões de maior porte ou ter ampliação no serviço, como é o caso de Ponta Grossa.

A malha aeroviária do Paraná, a maior do País em voos regionais, vai ser reforçada. O Governo do Estado e a Azul Linhas Aéreas acertam os últimos detalhes para abrir a linha Umuarama-Curitiba. É a terceira nova rota dentro do Estado ofertada pela companhia apenas neste ano. Até agora, foram iniciados os voos entre a Capital e as cidades de Toledo e Pato Branco.

“A expansão deve continuar. Teremos boas novidades para anunciar nos próximos meses”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior (PASD) após reunião com o presidente da Azul, John Rodgerson, ontem, 28, em São Paulo. Ratinho Jr. lembra que nesta semana a Latam também confirma a ampliação das operações no Paraná.

No encontro com a Azul, ficou estabelecido a formação de uma equipe de trabalho unificada para avaliar quais aeroportos estão em condições, seguindo as orientações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), de receber voos de aviões de maior porte ou ter ampliação no serviço, como é o caso de Ponta Grossa.

Atualmente o Paraná é o terceiro Estado com o maior volume de operações da Azul, com uma média de 79 voos por dia decolando de oito cidades: Curitiba, Maringá, Foz do Iguaçu, Londrina, Cascavel, Ponta Grossa, Pato Branco e Toledo. São 52.838 assentos ofertados no total.

O modelo que será disponibilizado para voar entre Umuarama e Curitiba é o ATR-72-600, com capacidade de 70 lugares. A intenção da companhia é que os voos ocorram, inicialmente, de segunda a sexta-feira. “Essa ampliação ajuda o Estado a regionalizar o investimento, a levar empresas, emprego e renda para o interior do Paraná”, destacou Ratinho Jr.

VOE PARANÁ – O Paraná passou a ter a maior malha aeroviária do País com o lançamento do programa Voe Paraná. O projeto atende 12 cidades, de todas as regiões do Estado, com voos da Gol.

As cidades beneficiadas neste primeiro momento foram Paranaguá, Arapongas, Apucarana, Guarapuava, Campo Mourão, Francisco Beltrão, Paranavaí, Cianorte, Telêmaco Borba, Cornélio Procópio, União da Vitória e Guaíra.

De acordo com a companhia, os bilhetes começam a ser vendidos a partir de 2 de setembro e os voos regulares a partir de 22 ou 23 de outubro.

FOZ DO IGUAÇU – O governador comunicou executivos da Azul da liberação, por parte do governo federal, da ampliação da pista do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu. A obra de 600 metros permitirá receber voos internacionais e deverá custar cerca de R$ 70 milhões. Os recursos serão disponibilizados pela Infraero. “É inconcebível um brasileiro conhecer Miami e não conhecer Foz do Iguaçu”, afirmou Rodgerson.

De acordo com ele, a Azul mantém estudos para ampliar o número de deslocamentos para Foz, saindo de Guarulhos, em São Paulo. “Vamos fazer reuniões periódicas com o Governo do Paraná para avaliar o planejamento das ações”, disse.

Ratinho Jr. destacou que Foz é o segundo maior destino turístico de estrangeiros do Brasil, atrás apenas do Rio de Janeiro. “Seremos o primeiro com essa maior oferta de voos internacionais”, ressaltou. A previsão é que a obra seja concluída até o fim de 2020. (Com AEN)


Compartilhe



Últimas notícias

Divulgação

11 de outubro de 2019

Ministros da Cultura discutem economia criativa e audiovisual

Arquivo

11 de outubro de 2019

Vereador suspeita de direcionamento em licitação da Revoada de Balões de R$ 130 mil

Divulgação

11 de outubro de 2019

Sanepar ganha prêmio nacional por programa de equidade

CASTRO

10 de outubro de 2019

Gestores participam de formação continuada

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

"RAMBO"

10 de fevereiro de 2017

“Vou fechar todos os buracos da cidade em seis meses ou não me chamo Márcio Ferreira”, impõe meta secretário

Divulgação

9 de setembro de 2019

Secretário Superman é socorrido após levar surra