21 de agosto de 2019

Rangel gastou cerca de R$ 100 mil dos cofres públicos em viagens

Arquivo

Dinheiro foi usado para cobrir despesas em viagens no país e no exterior desde 2016. Em abril deste ano, a vice-prefeita Elizabeth Schmidt e a primeira dama Simone Kaminski, estiveram na Europa. Apenas a diária da primeira dama custou aos cofres públicos cerca de R$ 15 mil.

O vereador Pietro Arnaud (Rede) vai pedir esclarecimentos ao governo municipal e ao Ministério Público sobre gastos do prefeito Marcelo Rangel (PSDB) com diárias. Recursos da Prefeitura custearam viagens dentro do país e no exterior. Em maio, segundo o parlamentar, o passeio a Buenos Aires que inspirou projeto de canaleta no Calçadão custou R$ 4.500,00 aos cofres públicos.

Em julho deste ano, uma postagem do prefeito Marcelo Rangel no Facebook gerou uma discussão sobre a proposta de criar uma canaleta exclusiva para ônibus no Calçadão. Segundo o próprio prefeito, o projeto era inspirado na Rua Florida de Buenos Aires, cidade onde ele esteve em maio junto com o assessor de imprensa Marcus Fabrizio Busato. Na viagem de três dias à Argentina foram gastos R$ 7.500,00. Rangel usou R$ 4.500,00 em diárias, enquanto o assessor gastou R$ 3.000,00.

Previstas em lei, as diárias são benefícios pagos para custeio de despesas de políticos e servidores durante deslocamentos dentro e fora do país. O valor não inclui o preço das passagens. Ele é destinado a gastos com hospedagens, alimentações e outras necessidades. Porém, na Prefeitura, ainda não há a exigência de prestação de contas com notas fiscais e, com isso, não é possível saber para onde foi o dinheiro. Apesar disso, a lei obriga que os valores sejam divulgados no Portal da Transparência.
Conforme os dados publicados neste ano, de janeiro a agosto, Rangel gastou R$ 22.600,00 em viagens para Curitiba, Brasília e Buenos Aires.

Em 2016 foi gasto um total de R$ 12.850,00 em diárias pelo prefeito. De 2016 para cá, só Rangel utilizou R$ 99.800,00 em diárias. O maior gasto foi em 2017, quando R$ 40.750,00 foram liberados para custear as viagens do prefeito. No ano seguinte, a soma foi de R$ 36.450,00.

Pietro lembra ainda que o MP já solicitou mais transparência com as despesas com diária dos vereadores, entretanto não há informações se a mesma solicitação teria sido feita ao Executivo.

SEM NOTA FISCAL – Em junho deste ano, a Câmara Municipal regulamentou as regras para concessão do benefício por vereadores e servidores do Legislativo. Segundo resolução legislativa da Mesa Executiva, será necessária a apresentação detalhada dos gastos com viagens, incluindo as notas fiscais. Mas a exigência vale só para a Câmara. Até o momento, embora os vereadores tenham solicitado, o Executivo ainda não apresentou projeto para que os gastos de servidores da Prefeitura também sejam detalhados. Enquanto isso, nos últimos quatro anos as despesas com diárias custaram R$ 2,1 milhões aos cofres da Prefeitura.

PEDIDO DE ESCLARECIMENTOS – Ontem, 20, Pietro Arnaud requereu informações sobre as notas fiscais que comprovem as despesas em diárias do chefe do Poder Executivo. Segundo o parlamentar: “em que pese não haver exigência de notas fiscais que comprovem a despesa, tratam-se de recursos públicos, cuja a responsabilidade dos parlamentares é fiscalizar, devendo haver uma justificativa plausível para o gasto”.


Vice-prefeita e Primeira Dama estiveram na Europa

Em abril deste ano, a vice-prefeita Elizabeth Schmidt (sem partido) e a primeira dama Simone Kaminski, realizaram uma visita técnica na Alemanha em busca de novas iniciativas para a área de assistência social em Ponta Grossa. Apenas a diária da primeira dama, custou aos cofres públicos cerca de R$ 15.000,00, segundo o Portal da Transparência.

Pietro diz que a causa é absolutamente justa, mas seria também muito justo que todos os agentes políticos também comprovassem suas despesas com notas fiscais, como a Câmara vem fazendo. (Com assessoria)

Compartilhe



Últimas notícias

Divulgação

29 de maio de 2020

Prefeitura reduz despesa com pessoal, mas continua acima do Limite Prudencial

Arquivo

29 de maio de 2020

Paraná soma 4.236 diagnósticos de coronavírus e 173 mortes

Arquivo

29 de maio de 2020

Lei moderniza gestão de cargos nas universidades

Divulgação

29 de maio de 2020

Projeto quer trancamento gratuito de matrícula de ensino superior

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

Arquivo

31 de março de 2020

Ratinho Junior libera igrejas e outras atividades consideradas essenciais no Paraná

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

"RAMBO"

10 de fevereiro de 2017

“Vou fechar todos os buracos da cidade em seis meses ou não me chamo Márcio Ferreira”, impõe meta secretário