TIBAGI

12 de março de 2017

Prefeitura de Tibagi busca apoio para saneamento rural

Divulgação

Parceria com Sanepar pode beneficiar cerca de mil pessoas nas localidades de Pinheiro Seco, Rancho Alegre e Faxinal dos Empossados

Comunidades rurais de Tibagi serão beneficiadas em breve com projetos de saneamento rural. A intenção da Prefeitura é dar continuidade à distribuição de água nas comunidades de Pinheiro Seco, Rancho Alegre e Faxinal dos Empossados. Cerca de mil pessoas serão beneficiadas com as obras.

O assunto foi um dos temas da reunião entre a Prefeitura e representantes da Sanepar, que aconteceu esta semana, no município. “Foi um primeiro encontro para que possamos estabelecer o nível de parceira da Prefeitura com a Sanepar. Fechamos algumas conversas e recebemos instruções dos canais a serem seguidos para conseguir os recursos e apoio neste sentido. São diversas etapas. Na realidade esses poços só foram perfurados e agora vem a parte mais cara do projeto. A localidade do Pinheiro Seco já tem um pré-projeto pronto, isso nos facilita bastante”, contou gerente municipal de Desenvolvimento Agrícola e Econômico, Walmar Eidam.

Para o gerente executivo da Sanepar Regional de Telêmaco Borba, Edson Michaloski, com projetos em mãos ficará mais fácil ir atrás de recursos para viabilizar as obras. “O prefeito deve fazer a solicitação para que nós façamos os encaminhamentos até termos condições para iniciarmos a obra. Pinheiro Seco já tem um levantamento feito pela Sanepar. Normalmente repassamos o material e quem executa é a Prefeitura. Não há um recurso disponível para cada município. Precisamos ter todas essas etapas para ter o custo. Daí sim, buscamos recursos fora ou até da própria Sanepar para investir nessas comunidades”, explicou.

De acordo com o prefeito Rildo Leonardi (PMDB), os poços artesianos foram perfurados nessas localidades, mas não tiveram investimentos para a conclusão das obras. “Os poços perfurados eram obras de emendas impositivas que tinham a obrigação de serem cumpridas, mas estão paradas. Estamos fazendo esses ofícios para Sanepar pedindo uma parceria porque o município está com dificuldades financeiras por causa das muitas dívidas deixadas pela administração anterior. Não temos condições econômicas neste ano. Precisamos da ajuda do Estado para adquirirmos esses materiais e dar sequência para a conclusão dessas obras”, explicou o prefeito.

A expectativa é grande também para a ampliação do atendimento da rede de coleta e tratamento de esgoto da cidade, que hoje é de 81,3% e deve aumentar para 86%. (Com assessoria)


Compartilhe



Últimas notícias

Divulgação

22 de janeiro de 2021

Paraná assume presidência do Codesul

Divulgação

22 de janeiro de 2021

Unidades de Saúde exclusivas para atendimento de Covid estendem horário

Divulgação

22 de janeiro de 2021

No Paraná, 57,2 mil pessoas já foram vacinadas contra a Covid-19

Divulgação

22 de janeiro de 2021

Prefeitura finaliza imunização dos profissionais da saúde municipal e inicia aplicação nos idosos das ILPIs

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

Arquivo

31 de março de 2020

Ratinho Junior libera igrejas e outras atividades consideradas essenciais no Paraná

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

28 de setembro de 2020

Ponta Grossa tem 456 candidatos a vereador em 2020; Confira a lista