10 de dezembro de 2019

Ponta Grossa terá voos diários diretos para Congonhas

Divulgação

Início da operação da companhia aérea Voepass (antiga Passaredo) ligando o Município ao aeroporto de Congonhas (São Paulo – SP) foi confirmado pelo governador Ratinho Junior e o diretor executivo da empresa. Estímulo para a ampliação das rotas aéreas é uma estratégia para o desenvolvimento do Estado.

A cidade de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, terá voos diretos diários para São Paulo a partir de 10 de janeiro de 2020. O início da operação da companhia aérea Voepass (antiga Passaredo) ligando o Município ao aeroporto de Congonhas, na capital paulista, foi confirmado hoje, 10, pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, (PSD) o diretor executivo da empresa, Eduardo Busch, e pelo prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PSDB), no Palácio Iguaçu.

Serão dois voos diários por trecho, um de manhã e outro no início da noite. A venda de passagens começa já nesta terça-feira, com o valor promocional de R$ 149,00 já incluindo as taxas. Os voos serão operados por aeronaves ATR72, com capacidade para 70 passageiros. Ponta Grossa já conta com um voo diário para o aeroporto de Viracopos, em Campinas – SP, operado pela Azul.

O estímulo para a ampliação das rotas aéreas é uma estratégia para o desenvolvimento do Estado, afirmou Ratinho Jr. Ele citou o programa de aviação regional Voe Paraná, que consolidou o Estado com uma das maiores malhas aeroviárias do Brasil. Além da Voepass, as companhias aéreas Gol, Latam e Azul também já anunciaram novos voos no Paraná.

“Mais uma empresa acredita e investe no Paraná, aumentando o número de voos no Estado que tem uma das maiores malhas aéreas do Brasil em termos de cidades contempladas”, ressaltou o governador. “Agora é uma conquista para Ponta Grossa e os Campos Gerais, com voos diretos até Congonhas, que o principal aeroporto do Brasil e tem um fluxo muito grande de aeronaves”, afirmou.

Ratinho Jr. destacou que, além de refletir o crescimento econômico de Ponta Grossa, a nova rota também fortalece o turismo e se torna uma opção para quem geralmente embarca em Curitiba. “Temos muitas empresas de São Paulo instaladas no Paraná, e essa movimentação de executivos e mesmo de turistas, já que Ponta Grossa é um grande polo turístico do Estado, fortalece a economia regional paranaense”, completou.

POTENCIAL – O diretor executivo da Voepass, Eduardo Busch, afirmou que a empresa acredita no potencial econômico do Paraná. “Não só vamos apenas oferecer voos diretos entre Ponta Grossa e Congonhas, mas também atender bem os passageiros que embarquem ou desembarquem no Município”, afirmou. “Estamos discutindo novas oportunidades, entendendo as demandas do Estado sobre a possibilidade de ampliação de rotas em 2020”, disse.

O prefeito Marcelo Rangel explicou que o aeroporto municipal de Ponta Grossa foi todo reformado para atender rotas nacionais. Um novo investimento está previsto para o ano que vem, com apoio do Governo do Estado. Serão R$ 35 milhões para a construção do novo terminal, além de investimentos em equipamentos, ampliação da pista e do terminal.

“Essa nova rota, a ponte aérea até São Paulo, representa um marco para o ciclo de desenvolvimento de Ponta Grossa e de toda a região dos Campos Gerais”, afirmou Rangel. “Foi fundamental a parceria com o governo, que deu segurança para os investidores trazerem novas rotas para as cidades”, disse.

HORÁRIOS – Com dois voos diários e diretos, as operações entre Ponta Grossa e São Paulo serão às 9h35, na segunda, terça, quarta e sexta-feira, e às 9h45, às quintas-feiras. Já no período da noite, de segunda-feira a sexta-feira os voos serão às 19h50. Nos fins de semana, os voos partirão de Ponta Grossa aos sábados às 11h15 e, aos domingos, às 19h45.

No sentido de São Paulo para Ponta Grossa, a empresa disponibilizará voos às 7h25, de segunda a sábado. No período da tarde, os horários serão às 14h25, nas quintas-feiras, e às 17h30, na segunda, terça, quarta e sexta-feira. Já aos domingos, a opção de voo partindo de São Paulo será às 17h25.

VOE PARANÁ – O programa Voe Paraná retomou a aviação regional no Estado, com rotas ligando Curitiba a cidades do Interior. Os voos semanais são ofertados pela Gol, inicialmente para 10 cidades do interior. Os aeroportos de Apucarana e Guarapuava se encontram em fase final de adequação para também integrarem o projeto. Todas as cidades contam com população variando entre 32 mil e 155 mil habitantes.

O secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, explicou que o programa também ajudou a fortalecer a aviação civil no Estado. “É um programa bem-sucedido. O enfoque na aviação regional ajudou a fortalecer inclusive as rotas internacionais”, disse. “Ponta Grossa conquista uma rota muito importante, para o destino mais disputado do País. São dois voos diários a Congonhas, fortalecendo o programa Voe Paraná”, ressaltou.

VOEPASS – Com sede em Ribeirão Preto (SP), a Voepass Linhas Aéreas atua no mercado desde 1995, sendo a mais antiga empresa de aviação brasileira em atividade no País. Atuando sempre nos mercados regionais, em agosto de 2019 a companhia se associou às operações da MAP Linhas Aéreas, o que possibilitou a operação de novos mercados na região Norte, além de obter ganhos de escala e sinergia.

Com frota composta unicamente por aeronaves ATR, a companhia opera sob as regras da certificação IOSA, programa internacional de excelência operacional da Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA, da sigla em inglês). A empresa atende 35 destinos em todas as regiões do Brasil.

OUTROS VOOS – Na semana passada, o aeroporto de Guarapuava foi reinaugurado e passou contar com voos comerciais semanais da Azul, operados sempre aos sábados. A cidade da região Central do Estado também será incluída no Voe Paraná.

A Latam também anunciou a abertura de 71 novos voos semanais no Estado neste semestre. A frequência passará de 198 para 290 por semana, aumento de 17%. A companhia já operava outras rotas regulares em Curitiba, Foz do Iguaçu e Londrina e, agora, Maringá será a quarta base paranaense com operações, o que encerra uma espera de 11 anos.

Com o novo acordo, a Latam passa a ofertar o voo Maringá-São Paulo (Guarulhos), antiga demanda da região Noroeste do Estado, e ampliou as operações com a criação dos voos diretos Curitiba-Rio de Janeiro (Santos Dumont) e Curitiba-Porto Alegre, e mais frequências nos voos Foz do Iguaçu-Brasília, Foz do Iguaçu-São Paulo (Guarulhos) e Foz do Iguaçu-Rio de Janeiro (Galeão). (Com AEN)


Compartilhe



Últimas notícias

Divulgação

22 de janeiro de 2020

Prefeitura dá mais 12 anos de contrato à PGA para implantação de Usina de Reciclagem

Divulgação

22 de janeiro de 2020

CCR RodoNorte libera mais uma frente de duplicação na BR 376

Divulgação

22 de janeiro de 2020

Rudolf Polaco quer transformar Praça da Catedral em centro gastronômico

Divulgação

22 de janeiro de 2020

Em Jaguariaíva, Ratinho Júnior diz que vai focar em inovação na área habitacional

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

"RAMBO"

10 de fevereiro de 2017

“Vou fechar todos os buracos da cidade em seis meses ou não me chamo Márcio Ferreira”, impõe meta secretário

Divulgação

9 de setembro de 2019

Secretário Superman é socorrido após levar surra