23 de novembro de 2020

Plauto pede explicações sobre instalação de penitenciária em Uvaranas

Divulgação

A unidade está funcionando dentro de um antigo seminário religioso e que também já abrigou um Centro Universitário, no bairro Jardim Paraíso. O prédio fica na entrada de dois conjuntos habitacionais, próximo a duas escolas públicas e ao lado do campus da UEPG.

As constantes reclamações que chegam ao gabinete do deputado Plauto Miró Guimarães Filho (DEM) sobre a de instalação de uma unidade prisional no bairro Uvaranas motivaram o parlamentar a apresentar um pedido de informações. O deputado quer que o Departamento Penitenciário do Paraná (DEPEN-PR) explique por qual motivo um imóvel situado em uma área urbana foi escolhido para receber presos que estão saído do regime fechado para o semiaberto.

A unidade está funcionando dentro de um antigo seminário religioso e que também já abrigou um Centro Universitário, no bairro Jardim Paraíso. O prédio fica na entrada de dois conjuntos habitacionais, próximo a duas escolas públicas e ao lado do campus da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). A Casa do Estudante Universitário também fica no entorno, além de diversos estabelecimentos comerciais.

No documento que foi apresentado na sessão da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) desta segunda-feira, 23, Plauto solicita que o governo informe por quanto tempo a penitenciária irá funcionar no local e se há um planejamento consistente que garanta a segurança da comunidade. “Os moradores estão assustados e reclamam que não estão vendo nenhuma movimentação que indique que a penitenciária esteja protegida pelas forças oficiais”, afirma o deputado.

Outra comunidade que se sente incomodada com a penitenciária provisória é a de produtores rurais da região de Itaiacoca. Recentemente, Plauto recebeu um ofício do Sindicato Rural de Ponta Grossa que aponta que a instalação da unidade não levou em conta diversos quesitos legais.

De acordo com o Sindicato, não houve a observância das regras estabelecidas pelo zoneamento municipal e que as restrições impostas pelo Corpo de Bombeiros não foram cumpridas. “Esses apontamentos são muito sérios e foram incluídos no requerimento que encaminhei ao secretário chefe da Casa Civil”, destaca o deputado. (Com assessoria)


Compartilhe



Últimas notícias

Arquivo

15 de janeiro de 2021

Ratinho Jr. sanciona lei que altera regras das escolas cívico-militares

Arquivo

15 de janeiro de 2021

Governo do Estado congela taxas do Detran-PR pelo segundo ano consecutivo

Arquivo

15 de janeiro de 2021

Ponta Grossa está preparada para a vacinação, diz Elizabeth

Arquivo

15 de janeiro de 2021

Prefeitura decreta toque de recolher e define fiscalização

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

Arquivo

31 de março de 2020

Ratinho Junior libera igrejas e outras atividades consideradas essenciais no Paraná

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

28 de setembro de 2020

Ponta Grossa tem 456 candidatos a vereador em 2020; Confira a lista