18 de fevereiro de 2021

PG disputa sede da Escola de Sargentos (ESA)

Divulgação

Prefeita se reúne com vice-governador, secretários e parlamentares para mobilizar forças pela ESA.

Ponta Grossa é uma das três finalistas do processo de seleção do Município que irá sediar a Escola de Sargentos das Armas, uma das mais tradicionais instituições militares brasileiras. Se confirmada, a implantação da ESA em Ponta Grossa representaria um crescimento substancial ao contingente militar já existente, com reflexos positivos no desenvolvimento de toda a cidade, inclusive em função dos impactos econômicos dessa conquista. A prefeita Elizabeth Schmidt (PSD) tem mantido diversos contatos com lideranças militares e políticas para viabilizar esse investimento.

Em março uma comitiva de altos oficiais do Exército, incluindo o Gerente do Projeto da Nova Escola de Formação de Sargentos de Carreira do Exército Brasileiro, general-de-divisão R/1 Joarez Alves Pereira Júnior, estará novamente em Ponta Grossa, para nova rodada de avaliações. Hoje, Ponta Grossa sedia a 5ª Brigada de Cavalaria Blindada, e responde efetivamente pelo comando de diversas organizações militares – basicamente, contendo estrutura bem semelhante à de outra cidade que disputa essa Escola, Santa Maria (RS). Porém, à diferença da cidade gaúcha, Ponta Grossa tem diversos diferenciais positivos, como um aeroporto com voos regulares, imóveis públicos disponíveis para a implantação da unidade.

Além do investimento para a implantação da unidade militar e todos os serviços a serem utilizados para seu funcionamento, apenas a folha de pagamento deve injetar perto de R$ 250 milhões ao ano na economia da cidade. A iniciativa já conta com o apoio do governo do Paraná, com reiteradas manifestações do governador Ratinho Júnior (PSD). Elizabeth salienta que o trabalho para trazer a ESA para Ponta Grossa já começou forte, com importantes lideranças paranaenses no circuito. Por isso, entende que agora é um momento de união de toda a classe política e demais lideranças. “Estamos convocando todas as forças políticas, militares e empresariais, porque essa é uma bandeira que interessa a todos, independentemente de qualquer coisa: a cidade só tem a ganhar em todos os sentidos”, disse a prefeita.

O deputado federal Sandro Alex (PSD), secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, está participando das articulações para mobilizar lideranças empresariais e políticas para a conquista desse investimento, e nesta quinta-feira, ao lado do governador Ratinho Jr., também manifestou seu apoio à causa de Ponta Grossa: “não é uma briga apenas de Ponta Grossa, mas de todo o Estado. Vamos defender essa aquisição estratégica para o Paraná, num momento em que todas as regiões estão vendo obras estruturantes que serão fundamentais para o seu crescimento”.

O vice-governador do Estado, Darci Piana (PSD), que também é presidente do Sebrae/PR e da Fecomércio/PR, recebeu a prefeita de Ponta Grossa em seu gabinete, e imediatamente adotou a causa como sua: “o setor produtivo do Paraná e todas as instituições paranaenses, assim como sua classe política, devem estar lado a lado, neste momento, para garantir que venha para o Estado esse investimento tão significativo do Exército”. Também ontem, 18, a prefeita se reuniu, em Curitiba, com o secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Romulo Marinho Soares, acompanhada pelo líder do governo na Assembleia, deputado Hussein Bakri (PSD). Ainda nesta quarta-feira, e sempre com o objetivo de ampliar a frente política em favor de Ponta Grossa na disputa pela ESA, a prefeita esteve com o chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Guto Silva. Ambos se comprometeram a atuar junto às representações do Estado em Brasília para conquistar a ESA para o Paraná.

Ainda pela manhã a prefeita reuniu-se com o líder do governo na Câmara Federal, deputado Ricardo Barros (PP), que já garantiu seu apoio e prometeu trabalhar para unir a bancada paranaense em favor de Ponta Grossa – “tanto na Câmara quanto no Senado da República”, avisou Barros. Nesse encontro, a prefeita estava acompanhada também pelo dirigente da Confederação Nacional dos Municípios e ex-prefeito de Barracão, Joarez Lima Henrichs.

VANTAGEM ESTRATÉGICA – Ponta Grossa conta, além de uma estrutura militar bastante semelhante à de Santa Maria, com algumas vantagens estratégicas, como a proximidade com a capital do Estado, a disponibilidade imediata do Hotel de Trânsito, área adequada e disponível para a instalação da ESA, conexões aéreas e rodoviárias bastante acessíveis e disponíveis e, além de uma vasta rede de serviços públicos para o pessoal de apoio e familiares dos militares, inclusive uma das maiores redes de ensino de toda a região Sul, um parque industrial consolidado, num cenário de população e PIB significativamente mais expressivos do que a cidade concorrente e ainda o fato de que irá sediar uma unidade de um dos maiores complexos de veículos pesados – inclusive para uso militar – que é a Tatra Motors, já em fase de implantação. “Sem contar que temos o maior parque industrial do interior do Paraná, com centenas de indústrias que podem contribuir para o suprimento militar, como a DAF”, lembra a prefeita Elizabeth.

Outra vantagem é que a cidade é servida por importantes rodovias e receberá, em pouco tempo, um novo arco rodoviário, com novas opções de deslocamento e facilidade de trânsito.

Atualmente, a ESA está situada em Três Corações (MG), mas o espaço físico das instalações, que funcionam há setenta anos, já não comporta o número de alunos. Como Ponta Grossa conta com espaço e condições de recepcionar a um grande volume de militares, além de dispor de uma série de organizações militares já instaladas – na cidade e seu entorno – é uma das finalistas do processo de seleção do Exército.

Além de Ponta Grossa e Santa Maria, a cidade de Recife (PE) também é finalista no processo de seleção. (Com assessoria)

ORGANIZAÇÕES MILITARES QUE INTEGRAM A 5ª BRIGADA:

– Esquadrão de Comando da 5ª BIB

– 3º Regimento de Carros de Combate

– 5º Regimento de Carros de Combate

– 13º Batalhão de Infantaria Blindado

– 20º batalhão de Infantaria Blindado

– 5º Grupamento de Artilharia Autopropulsado

– 5º Batalhão de Engenharia de Combate

– 5º Batalhão Logístico

– 5º Batalhão de Suprimentos

– 11ª Bateria de Artilharia antiaérea Autopropulsado

– 5º Esquadrão de Cavalaria Mecanizada

– 5ª Companhia de Comunicações Blindada

– 25º Pelotão de Polícia do Exército.


Compartilhe



Últimas notícias

Arquivo

CASTRO

26 de fevereiro de 2021

Saúde retoma vacinação contra a Covid-19 de idosos acima de 85 anos

Divulgação

26 de fevereiro de 2021

CCR RodoNorte reabre pontos extras para atendimento aos caminhoneiros

Divulgação

26 de fevereiro de 2021

Preço do leite pago aos produtores teve redução no primeiro bimestre

Arquivo

26 de fevereiro de 2021

Ponta Grossa inicia imunização contra a Covid nos profissionais de saúde do Grupo 9

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

Arquivo

31 de março de 2020

Ratinho Junior libera igrejas e outras atividades consideradas essenciais no Paraná

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

28 de setembro de 2020

Ponta Grossa tem 456 candidatos a vereador em 2020; Confira a lista