7 de novembro de 2019

Paraná lidera ranking do Prêmio 500 Maiores do Sul

Divulgação

Ranking do Grupo Amanhã, em parceria com a PwC, mostra que Estado ultrapassou o Rio Grande do Sul. Companhias paranaenses passaram a liderar em receita líquida, patrimônio, lucro líquido e no Valor Ponderado de Grandeza (VPG), o indicador usado para ordenar as empresas. Copel e Sanepar estão entre os principais destaques.

O Paraná superou o Rio Grande do Sul e passou a liderar nos principais indicadores da premiação 500 maiores do Sul, tradicional ranking do Grupo Amanhã, em parceria com a consultoria PricewaterhouseCoopers (PwC). As 186 empresas do Estado, que figuraram entre as 500 maiores, assumiram o topo em receita líquida, patrimônio, lucro líquido e no Valor Ponderado de Grandeza (VPG), o indicador usado para ordenar as empresas.

Como base para construção da listagem foram considerados os dados financeiros das empresas no ano de 2018. A cerimônia de premiação ocorreu hoje, 07, no ExpoUnimed, em Curitiba, com a presença do governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD).

Além da boa posição do Estado, as duas principais empresas estatais do Governo do Paraná tiveram destaque no ranking. A Copel ficou em primeiro lugar entre as 100 maiores empresas do Paraná e em terceiro entre as 500 da Região Sul. A Sanepar ficou em oitavo no ranking estadual e em 17º englobando os três estados do Sul.

As 186 companhias paranaenses que figuraram entre as maiores obtiveram melhores resultados do que as demais empresas de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. As representantes locais apresentaram maior soma de receitas, de patrimônios e em lucros. Em razão disso, o Estado ficou com o maior VPG, principal critério de classificação desde 1991, quando foi desenvolvido o ranking.

O governador Ratinho Jr. destacou o bom momento da economia do Estado. Ele lembrou que o Paraná fechou os oito primeiros meses do ano com o maior índice de crescimento na produção industrial do País. O acumulado no período foi de 6,5%, à frente dos 15 locais pesquisados e do índice nacional, que apresentou queda de 1,7% no acumulado de 2019. Os dados são Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“É uma demonstração de que a economia do Paraná está retomando de uma forma muito forte, atraindo investimentos nacionais e estrangeiros”, afirmou Ratinho Junior. “Em relação à Copel e Sanepar, o resultado reforça a gestão de qualidade das empresas e o compromisso com a população”, completou.

O governador lembrou, ainda, que das 20 companhias que mais se destacaram no Sul, dez têm origem no Estado. “É um bom momento que temos de comemorar com todos os paranaenses”, disse.

RECEITA – De acordo com o ranking, as representantes do Paraná exibiram a melhor rentabilidade sobre receita (17,1%), mais do que o dobro da média catarinense (8,2%) e praticamente três vezes a das gaúchas, que foi de 5,8%.

O resultado mais robusto é observado em receita líquida: as empresas do Paraná somaram R$ 207,4 bilhões – valor 12,5% maior que a soma de faturamentos das representantes gaúchas (R$ 184,3 bilhões) e 18,3% maior que a das catarinenses (R$ 175,3 bilhões).

Os menores prejuízos também pertencem às paranaenses. As companhias locais acumularam perdas de R$ 1,3 bilhão, enquanto as gaúchas na mesma situação perderam quase R$ 1,4 bilhão. As catarinenses, juntas, apresentaram resultados negativos de R$ 5,2 bilhões.

COPEL – A Copel conquistou o 1º lugar entre as 100 maiores empresas do Paraná no levantamento realizado pelo Grupo Amanhã. No ranking regional das 500 Maiores do Sul, a Companhia ficou em 3º lugar, atrás apenas das empresas BRF e Bunge.

No ranking Líder Setorial, que contempla 28 segmentos e analisa os itens receita líquida e rentabilidade das empresas, a Copel ficou em 1º lugar no setor de energia em receita líquida.

“É um orgulho muito grande para a Copel e para o Paraná. Aumenta nossa responsabilidade em levar energia e inovação para todo o Estado. Queremos continuar investindo e crescendo”, afirmou o diretor-presidente da Copel, Daniel Pimentel Slaviero.

SANEPAR – A Sanepar também foi premiada. A empresa é a líder setorial em serviços públicos e a oitava empresa entre as maiores do Paraná em Valor Ponderado de Grandeza, segundo o ranking da Revista Amanhã.

A Sanepar também se destacou entre as empresas do Paraná com maior patrimônio líquido, calculado em R$ 5,7 bilhões, conquistando o 5º lugar, e a empresa com maior lucro líquido do Sul do País – ocupa o 10º lugar com R$ 892,49 milhões. “O grande desafio é melhorar a posição levando qualidade aos paranaenses”, ressaltou Claudio Stabile, diretor-presidente da companhia.

TOP 10 SUL – O Paraná teve quatro representantes entre as dez maiores companhias do Sul, segundo o levantamento. O ranking é liderado pela Bunge Alimentos (SC), seguido por BRF (SC), Copel (PR), Sicredi (RS), Grupo Weg (SC), Coamo Agroindustrial (PR), Banrisul (RS), Klabin (PR), Engie Brasil (SC) e Rumo (PR).

“Essas companhias revelam que o Brasil está voltando a crescer. São trabalhadores do Sul construindo empresas que já viraram referência para o País”, afirmou Jorge Polydoro, presidente do Grupo Amanhã.

TOP 10 PARANÁ – A Revista Amanhã apresentou o quadro das 10 companhias localizadas no Paraná com maior Valor Ponderado de Grandeza (VPG). Compõe o ranking, pela ordem: Copel (R$ 14,2 milhões), Coamo (R$ 8,2 milhões), Klabin (R$ 7,2 milhões), Rumo (R$ 6,8 milhões), Itaipu Binacional (R$ 6,4 milhões), Renault (R$ 6,3 milhões), Fertipar (R$ 4,7 milhões), Sanepar (R$ 4,6 milhões), Kirton Bank (R$ 4,4 milhões) e C. Vale Cooperativa Agroindustrial (R$ 4,2 milhões). (Com AEN)


Compartilhe



Últimas notícias

Arquivo

20 de novembro de 2019

Diretor-geral da Alep preso na Operação Taxa Alta é exonerado

Arquivo

20 de novembro de 2019

Câmara promulga fim da cobrança da tarifa mínima da Sanepar

Arquivo

20 de novembro de 2019

Gaeco cumpre mandados de prisão em investigação de contrato do Detran

Divulgação

19 de novembro de 2019

Após denúncia de calote, Prefeitura programa repasses para Fundo da Cultura

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

"RAMBO"

10 de fevereiro de 2017

“Vou fechar todos os buracos da cidade em seis meses ou não me chamo Márcio Ferreira”, impõe meta secretário

Divulgação

9 de setembro de 2019

Secretário Superman é socorrido após levar surra