21 de março de 2017

Mudança de Sistema pode incrementar valor adicionado do FPM

Divulgação

Técnicos e gestores de 11 Prefeituras da Associação dos Municípios dos Campos Gerais participaram de capacitação ministrada pela Secretaria de Estado da Fazenda sobre mudanças na legislação do Fundo de Participação dos Municípios

Técnicos e gestores de 11 Prefeituras da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) participaram de capacitação ministrada pela Secretaria de Estado da Fazenda sobre mudanças na legislação do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), que alterou o critério de contabilidade da cota parte do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS), da Declaração Fisco Contábil (DFC) para a Escrita Fiscal Digital (EFD). Além de representantes da Secretaria, estiveram presentes auditores da Receita Estadual que puderam sanar as dúvidas dos gestores quanto a distribuição e as formas de aumento de arrecadação do chamado Valor Adicionado (VA) do FPM. O encontro aconteceu ontem na sede da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa.

Conforme a auditora fiscal da Secretaria da Fazenda, Sivoney Almeida, as capacitações estão sendo realizadas nas regionais, pois se trata de um tema de total interesse das Prefeituras. “Esta substituição da DFC pela EFD gera dinheiro para os municípios”, aponta. “Viemos detalhar como irá funcionar esta mudança prevendo uma grande alteração. Por isso a cooperação dos municípios para com o Estado é imprescindível”, completa.

O presidente da AMCG, o prefeito de Jaguariaíva José Slobodá, disse que as informações repassadas durante o evento foram de suma importância para que os municípios recebam os valores corretos da cota parte do ICMS. “Isso é justamente o que a AMCG está buscando. O aumento da arrecadação dos municípios sem aumentar os impostos”, destaca.

Com a alteração da legislação, os técnicos das Prefeituras – cadastrados – terão acesso ao Sistema da Receita Estadual e poderão verificar os valores do valor adicionado do FPM. “O valor adicionado do FPM é justamente aquele que o município pode gerenciar para promover um incremento”, explica o auditor da Receita Estadual, Otto Sampaio. O VA é referente a 75% do valor do imposto que é repassado aos municípios, e compreende o que é declarado pelas empresas, produtores rurais e prestadores de serviços (aqueles que geram ICMS).

Para Sampaio, um maior conhecimento dos gestores a respeito do tema dará mais subsídios no gerenciamento das informações. “Não é papel das Prefeituras a fiscalização. Mas com as informações em mãos elas podem apontar erros junto à Receita Estadual, e até mesmo orientar empresários e produtores sobre a importância das declarações”, esclarece Sampaio.

Estiveram presentes na capacitação representantes dos municípios de Carambeí, Jaguariaíva, Arapoti, São João do Triunfo, Palmeira, Ivaí, Ipiranga, Ponta Grossa, Ortigueira, Sengés e Porto Amazonas.

 

ALTERAÇÃO – Economista da Secretaria da Fazenda, Parlo Ernesto Conradt, explicou que a alteração do cálculo da cota parte do ICMS veio para dar mais confiabilidade nos valores repassados do FPM, já que passarão a ser contabilizados por meio de arquivos digitais, poderão ser fiscalizados por todas as Prefeituras. (Com assessoria)


Compartilhe



Últimas notícias

Arquivo

21 de janeiro de 2021

Um governo de continuidade dos bons projetos, ressalta Elizabeth

Divulgação

20 de janeiro de 2021

“Não aceitamos uma licitação viciada”, afirma Romanelli sobre novo pedágio

Arquivo

20 de janeiro de 2021

Hussein Bakri entrega viatura para Guarda e cumpre agenda amanhã em PG

Divulgação

20 de janeiro de 2021

Maribel Krum assume comando da Guarda Civil Municipal

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

Arquivo

31 de março de 2020

Ratinho Junior libera igrejas e outras atividades consideradas essenciais no Paraná

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

28 de setembro de 2020

Ponta Grossa tem 456 candidatos a vereador em 2020; Confira a lista