15 de janeiro de 2019

ITBI reduzido garante regularização cadastral de 11 mil imóveis em PG

Divulgação

Durante os três meses do programa ‘Só é Dono Quem Registra’, em 2018, foram emitidas cerca de 11 mil guias para pagamento do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis com alíquota em 1%, o que representa um crescimento de 35% em comparação com 2017.

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Procuradoria Geral do Município, finalizou um balanço com os resultados do programa ‘Só é Dono Quem Registra’, que previa redução de 50% na alíquota do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI). Durante três meses, foram emitidas cerca de 11 mil guias para pagamento com alíquota em 1%, o que representa um crescimento de 35% em comparação com 2017.

Mesmo com a alíquota reduzida, a arrecadação do tributo registrou aumento, totalizando mais de R$ 22 milhões. “O primeiro objetivo, que era atualizar a base cadastral do Município obteve um resultado bastante satisfatório. Nosso segundo objetivo era aquecer o mercado imobiliário e com base nesses dados, identificamos que houveram diversas transações imobiliárias por conta dessa redução de alíquota. O terceiro ponto seria aumentar a arrecadação e também alcançamos esse objetivo, mesmo com o desconto no ITBI”, avaliou o procurador geral, Marcus Freitas.

Com a atualização dos cadastros imobiliários dos contribuintes que procuraram a Prefeitura nesse período, a expectativa do Município é garantir uma cobrança mais efetiva do IPTU e Taxa do Lixo, encaminhando a cobrança do tributo e as notificações para pagamento ao real proprietário. Estima-se que do total de guias emitidas durante o programa, cerca de 80% sejam referentes a transações antigas, cuja transmissão do registro não tenha sido realizada após a venda do imóvel.

“A partir de agora, o Município poderá efetuar uma cobrança mais efetiva, com a previsão de alcançar também aumento na arrecadação do IPTU nos próximos anos”, destacou Freitas.

Para regularizar o registro imobiliário, é preciso protocolar na Praça de Atendimento, apresentando o requerimento preenchido, documentos pessoais, cópia da matrícula do imóvel e cópia do contrato com instituição financeira, no caso de imóveis financiados. O valor do ITBI corresponde a 2% do valor avaliado do imóvel e pode ser parcelado em até 4 vezes, com exceção dos imóveis financiados. O registro em nome do proprietário só será realizado após o pagamento de todas as parcelas. (Com assessoria)


Compartilhe



Últimas notícias

Arquivo

23 de setembro de 2019

Intenção de consumo dá novo salto no Paraná

Arquivo

23 de setembro de 2019

Oposição rachada favorece Rangel emplacar sucessor em 2020

Divulgação

22 de setembro de 2019

Sanepar forma multiplicadores em saneamento em Tibagi

Arquivo

22 de setembro de 2019

Pietro quer mais transparência no atendimento aos pacientes com câncer

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

"RAMBO"

10 de fevereiro de 2017

“Vou fechar todos os buracos da cidade em seis meses ou não me chamo Márcio Ferreira”, impõe meta secretário

Divulgação

9 de setembro de 2019

Secretário Superman é socorrido após levar surra