13 de fevereiro de 2019

Governo do Estado quer planejar a infraestrutura do Paraná para os próximos 30 anos

Divulgação

O governador Ratinho Junior deu posse hoje,13, ao secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, e ao diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), João Alfredo Zampieri.

De acordo com o governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), planejar a infraestrutura do Paraná para os próximos 30 anos é um dos principais projetos da sua gestão. A declaração foi feita hoje, 13, na solenidade de posse do secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, e do diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), João Alfredo Zampieri.

Ratinho Jr. destacou que nunca houve um planejamento adequado deste setor no Estado e a que a proposta agora é adequar a logística para o aumento da produção nas próximas décadas. “Temos que preparar o Paraná para escoar toda a produção do campo, já que o agronegócio dobra de tamanho a cada dez anos, e também da área industrial, que é cada dia maior”, disse ele.

O govenador explicou que o planejamento visa uma ampliação dos modais logísticos. Além das rodovias, o Estado também vai elaborar um plano para ferrovias, portos e aeroportos regionais. Para isso, será criado um banco de projetos executivos em áreas prioritárias do Paraná.

“Além de garantir desenvolvimento ao Estado, precisamos chegar ao Porto de Paranaguá com toda a nossa produção de forma rápida, eficiente e com segurança”, afirmou Ratinho Jr.

Ele salientou que o projeto é transformar o Paraná no grande hub logístico da América Latina, levando em conta a localização estratégica do Estado no continente. “Estamos nos organizando para fazer do Paraná a grande central logística de desenvolvimento da América Latina”, contou o governador.

RODOVIAS – Alex explicou que muitos dos projetos estruturantes planejados para o Estado serão desenvolvidos em parceria com o governo federal, que prepara um pacote de concessões na área. “Além disso, independente da parceria, a própria Secretaria já iniciou estudos e projetos para trechos críticos das rodovias”, explicou ele.

O secretário destacou que os recursos oriundos das medidas de economia adotadas pelo governo estadual serão revertidos, também, em projetos de infraestrutura. “Vão se transformar em duplicação, terceiras faixas, investimentos em obra de arte, viadutos e trincheiras”, garantiu Alex.

O diretor-geral do DER informou que está sendo feito um diagnóstico da atual situação do órgão. “Estamos aguardando o aporte de recursos para o banco de projetos executivos. Com eles na mão, faremos um levantamento das áreas mais necessárias e licitar esses projetos para podermos ir atrás dos recursos para as obras”, afirmou Zampieri. (Com AEN)


Compartilhe



Últimas notícias

Divulgação

22 de abril de 2019

Sala do Empreendedor inicia Semana de Regularização Fiscal

Divulgação

22 de abril de 2019

Comissões na Câmara investigam supostos desvio de combustível e superfaturamento em rotatórias de Rangel

Divulgação

22 de abril de 2019

Comissão adia decisão sobre o fim da aposentadoria de ex-governadores

Arquivo

22 de abril de 2019

CCJ analisará amanhã emendas da proposta de reforma administrativa do governo do Estado

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

Arquivo

28 de agosto de 2018

Vaza áudio de secretário de Cida falando sobre dinheiro em troca de apoio

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

"RAMBO"

10 de fevereiro de 2017

“Vou fechar todos os buracos da cidade em seis meses ou não me chamo Márcio Ferreira”, impõe meta secretário