11 de junho de 2019

Governo cria sistema para acelerar interiorização dos ODS

Divulgação

247 municípios já assinaram termo de compromisso com o Governo do Estado para cumprir, até 2030, os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável propostos pela ONU. Com o uso do business intelligence a meta é alcançar todo o Estado.

O Governo do Paraná trabalha para acelerar a adesão de municípios, empresas e organizações não governamentais aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Nos próximos meses entrará em operação um sistema inédito de business intelligence que vai identificar indicadores municipais para orientar os gestores na criação de políticas públicas que atendam a Agenda 2030, plano de ação proposto pela ONU com 17 objetivos e 169 metas para erradicar a pobreza.

O sistema, que está na fase final de desenvolvimento pela Celepar, vai ajudar a analisar, compreender e desenvolver estratégias, a partir das informações coletadas nos municípios e junto aos diversos parceiros do Governo, para atingir os ODS e estender a interiorização da Agenda.

“Já temos 247 municípios e 16 das 19 associações de municípios signatários do termo de compromisso com o Estado para adotar a Agenda 2030 nas suas políticas públicas”, explica o superintendente da Governança da Casa Civil, Phelipe Mansur. “O objetivo é alcançar todo o Paraná”, completa.

Atuando em parceria com o Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social do Paraná (Cedes), responsável pela implementação da agenda dos ODS, Mansur destaca o empenho do governo em melhorar os indicadores sociais e reduzir a pobreza. “Esta é uma área estratégica, por isso programamos diversas ações e treinamentos para este ano com o objetivo de ampliar as adesões, aumentar parcerias e assegurar bons resultados”, diz.

INICIATIVAS – Algumas dessas iniciativas foram apresentadas na Semana SAM – Sustentabilidade, Acessibilidade e Mobilidade, realizada de 4 a 8 de junho, em Curitiba. Além do sistema de business intelligence, também foi divulgada a criação de um site com experiências bem-sucedidas que poderão ser implantadas por administrações municipais, iniciativa privada, ongs e até mesmo adotadas pela população.

“Esta não é uma agenda de governo, mas da comunidade como um todo. Os ODS só serão alcançados pelo Estado se forem alcançados nos municípios”, acrescenta a vice-presidente do Cedes, Keli Guimarães.

DESTAQUE – O trabalho paranaense com os ODS chamou a atenção da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que convidou o Estado para representar o Brasil em um grupo de trabalho que irá apoiar outros países e regiões para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Ao entrar para o grupo seleto, com apenas mais oito países, o Paraná também passou a contar com o suporte técnico da OCDE para alcançar os 17 objetivos de forma mais rápida.

A primeira reunião aconteceu em maio, em Paris. Em julho, o Paraná vai participar de um evento na ONU, em Nova York, e, em agosto, uma comitiva da OCDE deve vir ao Estado para avaliar o trabalho desenvolvido e propor novas políticas públicas para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. (Com AEN)


Compartilhe



Últimas notícias

Arquivo

23 de setembro de 2019

Intenção de consumo dá novo salto no Paraná

Arquivo

23 de setembro de 2019

Oposição rachada favorece Rangel emplacar sucessor em 2020

Divulgação

22 de setembro de 2019

Sanepar forma multiplicadores em saneamento em Tibagi

Arquivo

22 de setembro de 2019

Pietro quer mais transparência no atendimento aos pacientes com câncer

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

"RAMBO"

10 de fevereiro de 2017

“Vou fechar todos os buracos da cidade em seis meses ou não me chamo Márcio Ferreira”, impõe meta secretário

Divulgação

9 de setembro de 2019

Secretário Superman é socorrido após levar surra