19 de maio de 2017

Governador destaca valorização e avanços da cultura no Paraná

Divulgação

Marcelo Cattani, presidente da Fundação Cultural de Curitiba, durante o Encontro de Gestores e Dirigentes Municipais de Cultura do Paraná

O Governo do Estado vai destinar R$ 30 milhões, via renúncia fiscal, para projetos culturais de 200 municípios paranaenses entre 2018 e 2019. O volume de recursos foi confirmado pelo governador Beto Richa (PSDB) hoje, durante a abertura do Encontro de Gestores e Dirigentes Municipais de Cultura do Paraná, realizado no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba. O foco do evento foi apresentar as principais diretrizes, projetos e programas culturais do governo estadual.

Richa destacou os avanços do Paraná na área, em especial o Programa de Fomento e Incentivo à Cultura do Paraná (Profice), que garantiu R$ 25 milhões para atividades culturais entre 2016 e 2017. Por meio da renúncia fiscal de ICMS, o Profice apoia projetos de artes visuais, audiovisual, circo, dança, literatura, música, valorização do patrimônio cultural material e imaterial, povos, comunidades tradicionais, culturas populares e teatro. “A cultura sempre foi prioridade nos meus governos”, disse Richa.

Para o diretor-executivo do Instituto Curitiba de Arte e Cultura, Marino Galvão Junior, o Governo do Estado tem dado uma atenção especial à área cultural. “O Paraná carecia de políticas públicas voltadas à cultura, mas esse governo está conseguindo dar o devido valor, e um exemplo é o próprio Profice. Espero que possamos consolidar e avançar cada vez mais”, disse.

APLICATIVO – O secretário de Estado da Cultura, João Luiz Fiani, anunciou o lançamento do aplicativo Cultura Paraná, um guia com a programação cultural de todos os municípios do Estado. “Esse aplicativo vai gerar conteúdo especial para quem faz cultura no Paraná e para quem quer consumi-la”, disse.

Graças a um sistema de geolocalização, a tecnologia pode mostrar a programação cultural das cidades paranaenses. Os gestores municipais terão um login e uma senha para alimentar as informações. “Todos terão espaço para divulgar seus trabalhos. A cultura tem que ser acessível e ficar mais próxima do cidadão”, acrescentou Fiani.

O aplicativo pode ser encontrado hoje na Play Store (loja de aplicativos do Google) e será liberado já semana próxima semana para usuários do sistema iOS, da Apple. (Com AEN)


Compartilhe



Últimas notícias

Divulgação

23 de outubro de 2020

Pauliki propõe descentralizar e ampliar atendimento à saúde

Divulgação

23 de outubro de 2020

Professor Gadini destaca a importância de fornecer produtos orgânicos para refeições servidas no Município

Divulgação

23 de outubro de 2020

Mabel Canto vai resgatar Parque Margherita Masini

Divulgação

23 de outubro de 2020

Professora Elizabeth vai implantar o Programa Segurança nas Escolas

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

Arquivo

31 de março de 2020

Ratinho Junior libera igrejas e outras atividades consideradas essenciais no Paraná

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

"RAMBO"

10 de fevereiro de 2017

“Vou fechar todos os buracos da cidade em seis meses ou não me chamo Márcio Ferreira”, impõe meta secretário