13 de setembro de 2018

General Mourão, candidato a vice de Bolsonaro, visita Ponta Grossa

O candidato a vice-Presidente na chapa de Jair Bolsonaro, General Hamilton Mourão, participou da abertura da 40ª Efapi.

Rafaela Czelusniak

 

O candidato a vice-Presidente da República na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), Antônio Hamilton Martins Mourão (PRTB), conhecido como General Mourão, visitou Ponta Grossa na manhã de hoje, 13.

Ele veio até a cidade para prestigiar a abertura da 40ª Exposição Feira Agropecuária e Industrial de Ponta Grossa (Efapi). Em seguida, o candidato visitou a sede da Frísia Cooperativa Agroindustrial.

Na Efapi, ao se apresentar, Mourão falou sobre a importância da agricultura para as nações de todo o mundo, com ênfase no Brasil, e da necessidade de evoluções no setor. “Nós brasileiros, temos condições de colocar comida boa, de qualidade e barata na mesa de cada país desse mundo. Esse será o nosso grande destino. Então precisamos evoluir nessa atividade que hoje representa 25% do nosso produto interno bruto”, aponta.

Mourão destacou que a evolução necessária no setor agropecuário ocorrerá através do incentivo à pesquisa e melhoria da infraestrutura de transporte de cargas do país. “Eu sinto a questão do transporte que nos custa tanto e nos faz perder tanta coisa na nossa safra. Precisamos então retomar as estradas de ferro que são capazes de transportar cargas enormes a grandes distâncias, e a preços mais baratos. E também temos que incentivar a nossa navegação de cabotagem, com 7.500 km de costa. Não é possível que continuemos a transportar cargas de Norte a Sul de nosso país em caminhão”, defendeu.

O prefeito Marcelo Rangel (PSDB) saudou a presença de Hamilton Mourão e afirmou que em Ponta Grossa todos são bem-vindos. “Nós respeitamos acima de tudo a democracia e temos que dar exemplo para o país de tolerância. Porque nós, só assim, tendo respeito à democracia, as boas práticas políticas, vamos deixar nossa cidade acima de tudo em evidencia”, declarou o prefeito.

Em entrevista coletiva, Mourão falou sobre sua discordância com resultados já divulgados em pesquisas para a Presidência. “Nós contestamos essa questão da rejeição. Uma vez que eu considero que há uma certa falsidade naquilo ali. Não acredito que o Bolsonaro tenha mais de 40% de rejeição no Brasil. Eu ando o Brasil inteiro. As pessoas só vêm conversar com a gente, só vem nos cumprimentar e eu não assisto no dia a dia do encontro com a população esse índice de rejeição”, manifesta.

Logo após sua apresentação, o candidato deixou o evento levando consigo representantes políticos, agropecuários, entre outros públicos que participavam da abertura da 40ª Efapi.


Compartilhe



Últimas notícias

Divulgação

18 de abril de 2019

Detonação de rochas interromperá fluxo na PR-441 na próxima terça-feira

Divulgação

18 de abril de 2019

Prova Paraná contribui para definir ações de melhoria da aprendizagem no Estado

Divulgação

18 de abril de 2019

Estado e governo federal unem esforços para atender o público infantil

Divulgação

18 de abril de 2019

Diálogo e ações inovadoras marcam os primeiros cem dias de gestão da Secretaria de Estado da Educação

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

Arquivo

28 de agosto de 2018

Vaza áudio de secretário de Cida falando sobre dinheiro em troca de apoio

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

"RAMBO"

10 de fevereiro de 2017

“Vou fechar todos os buracos da cidade em seis meses ou não me chamo Márcio Ferreira”, impõe meta secretário