4 de dezembro de 2017

CPS firma parceria com Cejusc para renegociação de dívidas do Asfalto Cidadão

Divulgação

A empresa tem quase R$ 3,5 milhões a receber provenientes do programa de pavimentação

Mais de R$ 4,4 milhões. Esse é o valor de inadimplência do programa “Asfalto Cidadão”, que através de contratos feitos entre munícipes e a Companhia Pontagrossense de Serviços (CPS) executa sistemas de drenagem e aplica pavimentação asfáltica nos bairros da cidade. Deste total, cerca de R$ 350 mil já foram renegociados pela empresa diretamente com os devedores e mais de R$ 630 mil tiveram a sua renegociação feita através de convênio com o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc).

Na última semana a CPS participou da Semana Nacional da Conciliação – evento promovido pelo Cejusc com a intenção de promover acordos em processos –, mas, segundo o presidente do órgão, Eduardo Marques, a parceria com a instituição já foi iniciada há alguns meses. “Procuramos o Cejusc por ele ser um facilitador tanto para nós quanto para a população. Ao invés de executarmos os devedores, procuramos fechar um acordo, o que faz com que nenhuma das partes tenha custas judiciais e o andamento seja muito mais rápido”, aponta Marques.

Já foram realizadas mais de 220 audiências através do Cejusc, porém, a Companhia ainda tem quase R$ 3,5 milhões a receber do total de 1.261 contratos inadimplentes. “Estamos realizando um mutirão de cobranças, convidando as partes a entrarem em um consenso. Funciona a partir de uma decisão coletiva, em que a Companhia pode cobrar aquilo que lhe é devido e as pessoas podem dizer qual é a melhor forma de resolução. Essa decisão é homologada por um juiz, e tem o mesmo valor que uma sentença judicial”, explica a coordenadora do Cejusc Ponta Grossa, Mariana Pisacco Cordeiro Ferreira.

O presidente da CPS ressalta que os valores que estão sendo renegociados são de obras já entregues. “Quando fechamos um contrato de pavimentação, assim como temos o dever de executar o serviço, os contratantes – nesse caso, a população – têm o dever de cumprir a sua obrigação financeira. Assim, sempre temos condições de garantir serviço de qualidade em todas as regiões interessadas nesse investimento”, expõe Eduardo Marques. (Com assessoria)


Compartilhe



Últimas notícias

Divulgação

16 de abril de 2021

Prefeitura e RodoNorte firmam parceria para revitalização de praça em Tibagi

Arquivo

16 de abril de 2021

Cadastro para Vale-Mercado será apenas presencial, a partir de segunda

Divulgação

15 de abril de 2021

CCR RodoNorte reforça avanços e compromisso com prazos de obras

Arquivo

15 de abril de 2021

Ponta Grossa registra queda de 44,6% na média móvel dos casos de Covid-19

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

Arquivo

31 de março de 2020

Ratinho Junior libera igrejas e outras atividades consideradas essenciais no Paraná

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

28 de setembro de 2020

Ponta Grossa tem 456 candidatos a vereador em 2020; Confira a lista