10 de setembro de 2019

Associação dos Ministros Evangélicos apoia repúdio de vereadores à secretária de Educação

Divulgação

Vereadores Pastor Ezequiel Bueno (PRB) e Vinicius Camargo (PMB), denunciaram na sessão da Câmara Municipal ontem, 09, a secretária municipal de Educação, Esméria Saveli, por permitir uma apresentação de candomblé para crianças da rede municipal de ensino, no último final de semana, durante o VII Congresso de Educação, no Parque Ambiental. Procurada, a Prefeitura não quis se manifestar sobre o caso.

A Associação dos Ministros Evangélicos de Ponta Grossa (AME-PG) divulgou hoje, 10, nota em apoio às manifestações de repúdio feitas pelos vereadores Pastor Ezequiel Bueno (PRB) e Vinicius Camargo (PMB), na sessão da Câmara Municipal ontem, 09, à

secretária municipal de Educação, Esméria Saveli, por permitir uma apresentação de candomblé para crianças da rede municipal de ensino, no último final de semana, durante o VII Congresso de Educação, no Parque Ambiental.

“A AME entende que tais atitudes não condizem com a postura de um secretário municipal que além de se exigir que seja um exemplo de obediência a regras estabelecidas pelo Estado, que se diz laico, de maneira alguma deveria colocar posicionamentos pessoais de qualquer natureza, tanto político, partidário, ideológico e até mesmo religioso na frente da legislação em vigor, promovendo desigualdade de expressão e doutrinação”, diz o documento.

Na nota, a AME prossegue criticando a secretária de Educação pela manifestação no desfile da Independência, no último sábado, 07. “Como agravante ainda e prova de que tal posicionamento não foi ao acaso, durante o desfile cívico/militar de 7 de setembro último, a mesma personagem secretária, descumprindo regras estabelecidas pela própria Secretaria de Educação e com sua assinatura, desfila pela avenida trajando preto em sinal de protesto ao governo e com frase alusiva a seu mentor extrapola mais uma vez em sua postura que deveria ser de mediadora e não de causadora de conflitos”.

A Associação, manifesta ainda apoio ao projeto de lei Escola Sem Partido, de autoria do vereador Vinicius Camargo, que tramita na Câmara Municipal. “A AME é a favor da Escola sem Partido, da responsabilidade social de cada um, do respeito mútuo, da irmandade e também da fidelidade total e absoluta do cumprimento por parte de todos, das regras estabelecidas, mais ainda daqueles que as redigem, pois como poderemos exigir o cumprimento por parte do cidadão se nós mesmos não as colocamos em prática”.

Ao concluir, o documento assinado pelo presidente da entidade, Pastor Marcelo Pellissari, da Comunidade Cristã de Ponta Grossa, cobra dos agentes públicos respeito. “É imprescindível que aqueles que foram imbuídos da nobre missão de comandar os destinos de uma cidade e sociedade deixem de lado suas preferências pessoais e pensem e visem o bem comum e o respeito ao próximo para que todos possamos prosperar em nossos caminhos”.

Mais de 60 igrejas e denominações de Ponta Grossa são filiadas à Associação dos Ministros Evangélicos.

REPÚDIO – Vinicius Camargo classificou ontem como incoerente a apresentação e informou que está cobrando explicações do governo municipal. “Este final de semana tivemos um ato lamentável no Congresso que está tendo da educação, de uma dança, uma apresentação de candomblé. É religião e esse tipo de incoerência a gente não pode aceitar. Quando eu vi, não acreditei, mas recebi o vídeo e aconteceu infelizmente”, criticou Camargo, defendendo que as demais religiões também tivessem espaço para se expressarem.

Pastor Ezequiel também repudiou a apresentação. “Respeito a religião de cada um, mas não podemos deixar que se ensine. Ali tinha alunos, crianças inocentes, que estavam assistindo uma situação que eu não concordo, seja qual fosse a religião. Querer inserir na cabeça das crianças que tem que ser daquele jeito é completamente errado”, acredita vereador.
Os parlamentares evangélicos receberam o vídeo de pais que acompanhavam os filhos no Congresso e ficaram estarrecidos com a apresentação. No vídeo, é possível identificar que um grande número de crianças acompanharam a apresentação.
A reportagem do BLOG DO JOHNNY procurou a Prefeitura de Ponta Grossa para comentar sobre a apresentação, mas não recebeu nenhuma manifestação.

CONFIRA A ÍNTEGRA DA NOTA DIVULGADA PELA AME:


Compartilhe



Últimas notícias

Arquivo

14 de novembro de 2019

Assembleia amplia transparência e publicará tudo no Portal

Divulgação

14 de novembro de 2019

Promotoria de Justiça de Tibagi emite recomendação para que Câmara se abstenha de fazer pagamentos indevidos a servidores

Divulgação

14 de novembro de 2019

Provas do PSS da UEPG acontecem neste domingo

Divulgacão

14 de novembro de 2019

Castro recebe show gratuito da Banda Klezmorim amanhã

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

"RAMBO"

10 de fevereiro de 2017

“Vou fechar todos os buracos da cidade em seis meses ou não me chamo Márcio Ferreira”, impõe meta secretário

Divulgação

9 de setembro de 2019

Secretário Superman é socorrido após levar surra