CASTRO

25 de junho de 2020

Abordagens nas barreiras sanitárias chegam a 71 mil

Divulgação

17 encaminhamentos foram feitos para a Unidade de Pronto Atendimento de pessoas com temperatura corporal acima dos 37,5º.

As barreiras sanitárias para prevenção ao coronavírus instaladas em Castro desde o dia 15 de junho fizeram 71.911 abordagens e 17 encaminhamentos para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de pessoas com temperatura corporal acima dos 37,5º.

Equipes da Secretaria Municipal de Saúde realizam a abordagem dos veículos, coletam informações para monitoramento e aferem a temperatura dos passageiros.

A secretária municipal de Saúde, Maria Lidia Kravutschke, ressaltou que além desta ação preventiva, é importante que a população continue mantendo os procedimentos de higienização das mãos, distanciamento social e uso de máscara e álcool em gel. “São medidas que vão ajudar na prevenção e disseminação do coronavírus. Não podemos descuidar”, disse.

As barreiras sanitárias estão instaladas na estrada que vai para a Castrolanda, no trevo principal de acesso a Castro (PR-151) e no acesso pela estrada de Tibagi. (Com assessoria)


Compartilhe



Últimas notícias

Arquivo

2 de agosto de 2020

Paraná vai colher mais de 41 milhões de toneladas de grãos

Divulgação

2 de agosto de 2020

Boletim agropecuário aborda previsão positiva para o trigo

Divulgação

2 de agosto de 2020

Rangel faz ‘jogo duplo’ e confirma pré-candidatura de Superman

Divulgação

2 de agosto de 2020

Prefeitura apresenta resultados da consulta popular para LDO 2021

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

Arquivo

31 de março de 2020

Ratinho Junior libera igrejas e outras atividades consideradas essenciais no Paraná

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

"RAMBO"

10 de fevereiro de 2017

“Vou fechar todos os buracos da cidade em seis meses ou não me chamo Márcio Ferreira”, impõe meta secretário