28 de agosto de 2019

44% dos contribuintes estão inadimplentes com o IPTU 2019

Arquivo

Mais de 67 mil contribuintes estão com o pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2019 em atraso, passando de R$ 22 milhões o valor que a Prefeitura deixou de receber apenas este ano.

No encerramento do mês de agosto, mais de 67 mil contribuintes estão com o pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2019 em atraso. O número representa mais de 44% do total de cadastros do tributo, passando de R$ 22 milhões o valor que a Prefeitura deixou de receber apenas este ano. Com a alteração do pagamento do tributo para o mês de março, estão contabilizados nesta conta o recebimento de seis parcelas do IPTU. Faltam agora apenas quatro meses para o encerramento do exercício financeiro, mas a inadimplência dos valores já chega a quase 20% do total lançado para 2019.
“São números que nos preocupam pelo impacto que representam no nosso orçamento e na manutenção dos serviços ofertados pela Prefeitura. Essa estrutura pública, com mais de 70 escolas em tempo integral e dois hospitais que funcionam 24 horas, exige um grande investimento de recurso por parte do Município e o IPTU é fundamental para fechar essa conta. Além disso, se o sorteio do IPTU Premiado fosse realizado hoje, mais de 67 mil cadastros estariam de fora”, aponta o secretário da Fazenda, Cláudio Grokoviski.

Na última semana de setembro, a Prefeitura de Ponta Grossa vai realizar a segunda edição do IPTU Premiado, com o sorteio de um carro e uma moto zero quilômetro e 20 prêmios de R$ 2 mil reais para todos os cadastros que estiverem com o pagamento do IPTU em dia, contemplando 22 contribuintes sortudos. Quem quiser regularizar sua situação e concorrer aos prêmios, pode emitir guia atualizada com os valores devidos na Praça de Atendimento ou através da plataforma Tributos Web.
Caso o contribuinte não coloque essa dívida em dia, pode ser inscrito em Dívida Ativa ao fim do exercício financeiro 2019, através de notificação no Diário Oficial, ficando sujeito à execução fiscal ou protesto. Nesse caso, além do valor devido, somado a multas e juros, também será preciso arcar com custas processuais junto ao Fórum ou cartório para regularizar a situação.

“O Município está sempre aberto a negociação dos valores devidos, parcelando em até 48 meses. O importante é que o contribuinte busque se informar sobre sua situação e regularizar o quanto antes, podendo ser contemplado no IPTU Premiado e evitando complicar mais sua condição, com execução ou protesto. Quem tiver dívidas anteriores à 2019 também pode participar do sorteio este ano, desde que os valores pendentes estejam negociados e com o pagamento das parcelas em dia”, detalha Grokoviski.

NOTIFICAÇÃO – A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Procuradoria Geral do Município, vai realizar na sexta-feira, 30, mais uma divulgação de listagem de devedores no Diário Oficial do Município. A publicação é parte do processo de cobrança como notificação que deve ser realizada pelo poder público obrigatoriamente. Serão notificados cerca de 10 mil contribuintes, que somam uma dívida de R$ 6,5 milhões, já inscritos no Cadastro de Dívida Ativa. Depois de notificado, o inadimplente terá prazo de 15 dias, a contar da data da publicação, para realizar a quitação da dívida. Caso isso não aconteça, a Procuradoria Geral dará andamento ao processo de cobrança, com ação de execução fiscal ou protesto. (Com assessoria)


Compartilhe



Últimas notícias

Divulgação

29 de maio de 2020

Prefeitura reduz despesa com pessoal, mas continua acima do Limite Prudencial

Arquivo

29 de maio de 2020

Paraná soma 4.236 diagnósticos de coronavírus e 173 mortes

Arquivo

29 de maio de 2020

Lei moderniza gestão de cargos nas universidades

Divulgação

29 de maio de 2020

Projeto quer trancamento gratuito de matrícula de ensino superior

Ver mais

Mais Lidas

Arquivo

11 de janeiro de 2017

Prefeitura quebrada, cidade abandonada e Rangel de malas prontas para cruzeiro no Caribe

Arquivo

31 de março de 2020

Ratinho Junior libera igrejas e outras atividades consideradas essenciais no Paraná

14 de agosto de 2017

Suposto patrocínio da UEPG em aniversário do MST gera polêmica nas redes sociais

Arquivo

"RAMBO"

10 de fevereiro de 2017

“Vou fechar todos os buracos da cidade em seis meses ou não me chamo Márcio Ferreira”, impõe meta secretário