Richa anuncia R$ 3,2 mi para hospital de Castro e atendimento aeromédico para a região

10/10/17

O governador Beto Richa (PSDB) anunciou hoje a liberação de R$ 3,2 milhões para o Hospital Anna Fiorillo Menarim, de Castro, nos Campos Gerais. A unidade, que pertence ao município, vai poder estruturar e ampliar o atendimento, com mais equipamentos e materiais médicos. O anúncio foi feito durante a inauguração de obras no hospital.

Nos últimos quatro anos a unidade vinha atendendo somente com clínica médica e maternidade (que foi reaberta em abril do ano passado). Com o aporte do Governo do Estado, os demais serviços serão retomados. Richa destacou que será possível a reabertura de leitos de UTI e do centro cirúrgico e a ampliação dos serviços da clínica cirúrgica e do centro obstétrico.

“Além dos recursos anunciados hoje, o Estado destinou, em fevereiro, R$ 877 mil também para equipamentos. Portanto, são R$ 4 milhões investidos no Hospital, somente neste ano”, disse o governador. Ele também ressaltou que, desde 2011, foi destinado R$ 1,5 milhão para custeio da unidade, dentro do programa do Estado de apoio a hospitais públicos e filantrópicos.

REFORÇO – O hospital passará de 40 para 129 leitos – nove de UTI, 60 de internação clínica e cirúrgica, 30 de obstetrícia e 30 de pediatria. Também serão adquiridos tomógrafo, ultrassom morfológico, arco cirúrgico, autoclave e sistema de videolaparoscopia, que vão ampliar o atendimento. Com isso, a unidade atenderá também os moradores dos municípios de Sengés, Arapoti, Piraí do Sul, Jaguariaíva e Carambeí.

Para o prefeito Moacyr Fadel Junior (PMDB), o pleno funcionamento do hospital é um sonho da comunidade que está sendo realizado. Ele destacou que quando deixou o governo passado, o hospital funcionava, tinha UTIs e o melhor atendimento da região. Porém, quatro meses depois o hospital foi fechado para que a prefeitura fizesse economia. “Esqueceram que o custo para a população foi bem mais caro. Hoje, 20 crianças estão na APAE porque pela demora no parto faltou oxigenação. Agora, nove meses depois, entrego o hospital com equipamentos e a administração para uma entidade de respeito. Nosso povo merece meu único compromisso de campanha que era fazer o hospital voltar a funcionar plenamente em um ano”, disse.

ESTRATÉGICO – A importância estratégica do hospital para a região foi destacada pelo secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto. Ele lembrou que o município fez uma parceria com a Cruz Vermelha para a gestão e gerência da instituição. “O que o Governo do Estado está fazendo é estruturar a área de urgência e emergência, centros cirúrgicos e UTIs. Com isso, vamos poder praticamente dobrar a ajuda para custeio da unidade. Com essa parceria entre o município e a Cruz Vermelha, o hospital terá uma expertise e retaguarda importantes”, disse Caputo. “O governo estadual sabe da importância de se investir nos municípios, porque a saúde garante o desenvolvimento sustentável”, afirmou.


Estado levará aos Campos Gerais atendimento aeromédico

Na solenidade em que confirmou recursos para o hospital de Castro, o governador Beto Richa também anunciou para breve a publicação de edital para licitação de um helicóptero que fará o atendimento aeromédico na região dos Campos Gerais. “A região vai receber esse serviço, que já salvou milhares de pessoas em todo o Paraná”, disse o governador. Com o serviço, helicópteros e aeronaves do Governo do Estado prestam atendimento a pessoas em situação de urgência e emergência e também fazem o transporte de órgãos para transplante.

Já existem bases em Curitiba, Cascavel, Londrina e Maringá. Mais de oito mil pessoas foram atendidas no Estado. “Os helicópteros são tão bem equipados que não perdemos sequer uma vida durante o transporte”, ressaltou o governador. Ele também destacou que o transporte aéreo de órgãos colaborou para que o Estado passasse da décima para a segunda colocação no ranking dos Estados que mais realizam transplantes no Brasil.


Pavimentação, gás canalizado, viaturas e ambulâncias

Os investimentos em saúde se somam a outros aportes financeiros e melhorias feitas pelo Estado em Castro. “São recursos para pavimentação de ruas e canalização de gás natural, que permitiu a instalação de grandes indústrias, como a Carggil e Evonik, que geram emprego e riqueza”, destacou o governador.

Também foram repassados ambulâncias, recursos para transporte sanitário, equipamentos para unidades de saúde e viaturas policiais. “Isso no meio de uma crise nacional, o que prova que nossas medidas de ajuste fiscal deram certo. Hoje o Paraná inteiro colhe frutos. A maioria das administrações públicas reduziram investimentos. O Paraná ampliou”, afirmou Richa. (Com AEN e assessoria)